Páginas em Branco

Páginas em Branco

Páginas em Branco

Esses dias tenho pensado muito sobre como Deus é especialista em reescrever histórias, tratar corações e até mesmo o caráter das pessoas que se achegam verdadeiramente a Ele.

Quando observamos a Bíblia vemos vários exemplos sobre a capacidade de Deus reescrever histórias, assim como  fez com Abraão, Sara, Jacó e Paulo dentre outros tantos.

Considerando que nosso Deus não mudou, é possível concluir que ainda hoje Ele pode e quer mudar histórias. Pra isso, basta encontrá-lo, reconhece-lo como Senhor e Salvador das nossas vidas e crer, crer que o melhor para as nossas vidas é a vontade dEle.

O sacrifício que dEle na Cruz foi por mim e por você, pelos nossos pecados e transgressões. Ele se fez impuro por nós, por amor à nós e levou sobre si a paga que era nossa. Eu não sei qual é a sua situação hoje ao ler este texto, mas posso te afirmar que Deus quer mudar a sua história, transformar seu caráter e te dar Paternidade e salvação.

Ele tem pressa em perdoas os nossos pecados, Ele tem pressa em romper as barreiras que nós mesmos criamos e que nos afastam dEle. Nesse ponto eu amo pensar na história de Davi, porque ele, assim como nós teve vários momento de fraqueza ao longo de sua vida e ainda assim, foi reconhecido como um homem segundo o coração de Deus. Ao meu ver, o grande mérito de Davi estava no tempo em que ele demorava entre errar, reconhecer o erro, se arrepender e correr para os braços do Pai.

Deus tem prazer em perdoar nossos pecados e se esquecer deles, Deus tem pressa de que nos lancemos aos pés dEle e reconheçamos nossos erros, bem como o seu Senhorio sobre as nossas vidas, Ele tem pressa de um relacionamento diário e duradouro conosco.

Hoje eu te convido a fazer como Davi e deixar Deus entra na sua vida, te desafio à entregar a sua vida à Ele, como uma página em branco pra que Deus reescreva a sua história.

 

Thiago Celani

Capelão – ECMM/DF

Share

Thiago Celani. Casado, Pai. Natural do Rio de Janeiro/RJ. Atualmente mora em Brasília/DF onde é membro do ECMM/DF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *